22 de jun de 2009

vamos fugir... desse lugar... "beibê"

Antes que você suspire e diga "e a Deborah está EMO de novo", não, não estou emo.

Eu só estou... exausta. Nunca quis tanto que uma semana passasse.
Minha última semana de estágio. Adoro aquilo lá, mas é chover no molhado (ou seja lá como for esse ditado, nunca fui boa com ele - não se já contei o caso do "antes cedo do que nunca!"). Claro que todo trabalho, todo estágio, você se estressa, você se irrita, você ri, gargalha, etc, mas eu estou cansada. Completamente cansada. Sábado eu cheguei em casa com uma dor de cabeça tão grande que eu olhava pro pastel (maravilhoso, diga-se de passagem) que a minha mãe tinha feito e mal conseguia abrir a boca pra morder o pastel... Oito da noite eu já estava "entregue aos braços de Morfeu" (como dia meu pai), e ontem eu acordei com aquele pensamento de "tenho mesmo que ir para o estágio?". Me sinto.. sei lá como eu me sinto, meu, quero que a semana acabe logo, só isso.

Agora sobre sexta... não quero me gabar, mas eu e Roberta "arrebentamos a boca do balão" (nossa!) naquele trabalho! Meu bolo de aipim (ou macaxeira, como queira! xD) praticamente sumiu diante dos meus olhos! Consegui salvar dois pedaços [para mim e para minha amiguinha], e eu comi, mesmo sendo alérgica a um dos componentes (leia-se: coco). O de fubá durou mais um pouco, tipo 2 minutos. Só a professora comeu uns três ou quatro pedaços de bolo de aipim xD

Bueno.. só para constar: quinta feira, descendo as escadas da faculdade, torci o pé direito. Oh, grande novidade, acho que eu sou a pessoa mais azarada, a mais destrambelhada, possivelmente a mais lerda do mundo! Eu vivo me machucando, não sei como ainda não quebrei nada, só torci (e dói, viu!). Logo, quinta feira não fui pro estágio, mas sexta, abstraí a dor e me mandei pro estágio. Quis neeem saber! Inclusive subi para me despedir do sr. Milton, já que eu vou sair... Claro, turistei um pouco e me arrependi, porque quando cheguei em casa... meu pé estava gigante. Já ouviu a música "Tô nem aí"? Pois é. "Tô nem aí".

fui-me

0 comentários: