23 de dez de 2008

Do Do Do Do Do-Do!

"[22:00:16] Deh // love is a battlefield... diz: não é a melhor sensação do mundo, isso é verdade. mas às vezes é necessário fazer com que as pessoas sintam pelo menos um pouco do que vc sentiu."

Foi o que eu acabei de dizer pra Natália.
Porque eu percebi que nem de cabeça mais fresca a situação melhora. Ainda me sinto uma excluída. Foi como eu falei pra ela, a história da batata:

"por exemplo, um exemplo bem idiota. vc gosta de batata. eu não suporto batata, mas tento gostar de batata porque você e uns colegas nossos também gostam. mas o meu esforço de gostar de batata parece que tanto faz como tanto fez.. então vocês se trancam dentro do mcdonalds pra comer batata frita e eu tento ir pra tentar engolir a batata e continuar amiga de vcs.. mas vcs trancam a porta e instalam até grades.. tendeu?"

Se você juntou as pecinhas.. pois é, é isso mesmo. Eu tento, eu juro que tento, gostar das coisas que elas gostam, mas só porque eu não sou igual no termo de "fanzice", sou jogada pro lado. Eu virei "fã" de Girls Genertion, virei "fã" de Wonder Girls, estou tentando virar fã de Shinee, mas até chegar ao estágio delas, vou ter que "estudar" um tantinho mais.. E, até lá, eu acho melhor ficar no meu cantinho. Porque eu já chorei, já senti raiva, já senti raiva de mim por estar com raiva delas, ... porque isso aconteceu já, com as FFB [Five Fucking Girls], do Simple Plan... e fui jogada pro escanteio depois que elas pegaram o GC como algo em comum. Eu também amava GC, mas não tanto, o que me fez ser excluída do grupo. A situação se repete sempre e eu tento não ser excluída.. mas não adianta. Eu sempre acho que é cisma minha. Daí "cai a ficha" pela milésima vez e eu entro naquele estresse interno, sabe..

Acho que só agora eu tô descobrindo quem eu sou na verdade. A Yayoi capta as coisas fácil, então ela sabe tudo que eu falaria e até pensaria, o que é esquisito às vezes rsrs Uma pessoa que em poucos dias conseguiu descobrir "descobrir a Deborah" foi o Rodrigo. Somos ótimos amigos, agora um tantinho a mais [xD], mas ele pronunciou as palavras "baka", "Debbie" e "Lime", que foram o "passaporte" pra amizade. Temos algumas coisas em comum, nos damos muito bem ^^

Mas voltando ao assunto.. eu sinceramente queria não me chatear mais com isso. Mas quer saber, vou deixar esse povo pra lá, tenho mais o que fazer do que achar que essas pessoas me excluem. Excluem mesmo, tô cansada de catar água em poço seco e receber o famoso "oi, quando você vai atualizar a tal fic?'

Mas voltando às novas do trabalho. No finde, nao funcionou o trenzinho. Caiu uma árvore no trilho, caiu em cima de casa de morador, uma titica.. daí ontem re-abriu.. Nossa, eu trabalhei MUITO hoje e ontem, sem no-ção! Chego em casa, tomo banho, e praticamente caio na cama... hoje estou acordada até mais um tico porque amanhã é folga ^^ Mas dia 25 e dia 1º estarei lá, firme e forte, com um sorriso na cara e atendendo todo mundo "do jeitinho fofo", como o turista disse ontem..

Hahahahaha estava lá, feliz, trabalhando, ontem, dai veio esse turista + 2 amigos. Me perguntou do trenzinho e eu super argumentei a favor do trem. Pô, carro e van não tem tanta história, né? Daí ele voltou depois, dizendo que meu argumento tinha combinado com o meu "lindo" sorriso e com o cacho do meu cabelo [aquele prendedor é uma droga], e que eles iriam no trenzinho. Fiquei mega sem graça, né... E hoje a turista americana elogiou minha pronúncia, disse que meu inglês era ótimo e que era só ficar menos nervosa que sairia tudo muito mais facilmente.. Me senti tãaaaaaao bem xD Fora o deficiente que eu ajudei a sair do trem.. ficou tão feliz que quis tirar foto comigo e tudo hahaha

Nhai, acho que já falei demais.. tô com sooooono =.=

hate you love you - super junior

0 comentários: