15 de fev de 2010

Manias, manias, manias...

Tirei o post para falar das minhas manias. As que mais me incomodam são poucas, e é sobre elas que pretendo falar. Poucas pessoas gostam de ler mania alheia, então, se você é uma delas ou meramente suspirou, colocando a palma da mão na testa, dizendo "Lá vem a Deborah com mais um post non sense", só lamento.

A principal é a mania que eu tenho de ficar escrevendo clipe. Eu sei que eu nunca vou fazer com que eles sejam rodados ou pelo menos chegar ao conhecimento dos artistas, ou sei lá. Tudo começou quando eu era viciada em Rouge. Ok, botemos alguns bons anos aí e sim, eu confesso, eu era fã e eu dançava com as meninas depois das aulas (éramos as Ferrugens, meu Deus, super relembrando aqui). Eu poderia simplismene desconsiderar esse mv porque ele não foi nada de mais, na realidade. Era só um pensamento bobo que eu constantemente ficava matutando. O negócio ficou "preocupante" mesmo quando eu fui pra Brasília, na minha "era" Simple Plan. Foi para "Everytime". Eu não tinha nada pra fazer lá e só chovia. Ou eu relia os milhares de livros que eu já tinha lido ou eu comia (a sogra do meu tio cozinha muito bem). Basicamente consistia de um cara relembrando momentos com a namorada, e eu lembro que tinha dois finais: o triste, que ela terminava com ele, e o feliz, que ele levantava feliz e ia pro casamento.
Era só brincadeira boba, sabe, eu não dava importância mesmo. Daí veio o Son of Dork e eu começei a ficar com medo, porque estava começando a faculdade e praticamente tinha escrito mv's pra todas as músicas (tirando duas que já tinham mv) do cd deles.
Quanto mais o tempo passa, mais eu crio essas coisas, e mais eu fico transtornada, porque sei que nunca vai dar certo. A meleca é que o negócio fica na cabeça e é horrível de você tentar passar de música quando ela toca. Ou tem um ataque de choro quando o artista grava algo parecido com o que você criou, que foi com o Super Junior. Certo, "Super Junior? Fala sério, Deborah, tu gosta de Super Junior?", ah, é legal xD

O caso foi o clipe de "It's You". No início daquele ano, eu acordei de madrugada e escrevi um videoclipe, os caras seriam tipo "anjos da guarda" de uma menina que morre. Quando "It's You" chegou, com aquela rua, com aquelas roupas brancas, com aquele carro (não, aquele carro foi demais!), eu começei a chorar feito um bezerro desgarrado, sério. Eu soluçava demais e minha mãe não entendia por quê eu estava chorando tanto. Lembro da Lu gritando "Debbie, Debbie, o Super Junior gravou teu clipe!"... foi muita coincidência, principalmente aquele carro, porque o carro que atropela a menina no meu clipe é justamente naquela cor e naquele modelo. Poderia dizer que foi assustador se já não fosse.
Dos vinte e oito clipes que eu já escrevi, esse de "You're my endless love" (que virou "It's You") é o meu predileto. Sempre que eu me pego pensando nele, abro meu caderno e ajusto. Acho que venderia o Chocolate (meu beagle de pelúcia que usa óculos escuros, meu maior xodó) pra gravá-lo, porque seria lindo. Aquele efeito no final, com as asas saindo das costas do Teuk, putz, me arrepia só de pensar.

Outro que seria lindo é "Little Johanna", do McFly. Eu choro só de imaginar, ia sertão bonitinho... "Five colours in her hair", "Let's Not", "Just You", "Take me Over", do Sean Conlon, nossa, eu queria um vestido amarelo que nem o que aparece nos meus pensamentos *-* Sem contar os pobres coitados do M.I.C, né, que nem debutar debutaram e a besta aqui já escreveu meio mv pra "Yao Ming De Fao Nao".
Pobres McFly, Son of Dork, M.I.C, Simple Plan, Sean Conlon, Amber Pacific (até eles!), TVXQ, Soshi, Super Junior - por terem uma fã tão idiota como eu...

Outra mania que eu tenho é de procurar "versão brasileira" para determinadas músicas. Não falo de paródias, apesar de adorar fazer paródias, falo de música mesmo. Quando eu tinha 11 anose estava com problemas com Geografia (o único ano da minha vida que tive problemas bem sérios com Geografia), eu transformei a música das Spice Girls em "Geograficando". Certo, a palavra não existe, mas o nome da música era essa xD No início do ano, fui a São Pedro com os meus pais e lá escrevi uma versão em português pra música "Ooh La La", do So Nyuh Shi Dae. Basicamente a história da Cinderella. E até que o bichinho ficou fofo? ^^ Hoje sem querer fiz de novo, com a música "Rainie Love". Aaaaiyaaa!

E tem o de criar coreografia. Esse é o pior. Uma vez a minha mãe abriu a porta do quarto, foi semana passada, se não me engano, quando eu estava pensando em algo mais decente pro M.I.C, coitados. Os meninos ultra tem capacidade pra dançar e aquelas coreografias, por Atenas, até um rato manco faz! Enfim, ela abriu a porta do quarto e levou um tremendo susto quando eu quase chutei ela xD Mas não é só pra música que tem de fato uma coreografia. Minha "mania" atual quanto a isso é aprimorar uma coreografia de "Merry Go Round", do Soshi. É tão bonitinho, dá vontade de sair dançando hahahaha; e "Yao Ming de Fao Nao", porque aquela coreografia, pqp!

Daí é como no clipe e na música, eu fico matutando, daí depois eu vou lá e re-arrumo, e fico nessa de "o que eu faço da minha vida?".
E acabo não fazendo bosta nenhuma, o negócio fica arquivado e o tempo vai passando... passando... passando.. até que os caras já estejam no seu trotézimo (!) cd, sem nenhum vestígio do primeiro ou segundo. Eu sempre digo, "vou parar com isso". Mas é como parar de comer doces. Como tentar parar de tomar refrigerante. De escrever. Não dá! É muito difícil mesmo... =x

Sono.. acho que vou assistir jogo enquanto o drama termina de baixar aqui (acabou a primeira parte de 5 do episódio 5 \o/)

0 comentários: