20 de out de 2010

Olá, turista! // Parabéns!

Exercendo meu lado turista, mamis foi comigo para Brasília, na sexta feira. Ia mais para resolver uns assuntos meus, o que acabou nem acontecendo, para ser sincera, mas acho que isso desenrolará! Tenhamos fé!

Para começar, fiquei louca quando soube que iria partir do SDU (Santos Dummont), porque nunca tinha viajado por lá; e pela empresa Webjet, que eu conhecia só de nome e tinha ficado doida pra viajar por eles. Já comento o que achei, do ponto de vista "Deborah". Bueno, na sexta, levantei cedo e fui fazer o cabelo, porque ia ter que resolver um assunto bastante sério em BSB, então teria que ir bonitinha (é que cabelo liso dá a aparência de que tenho pelo menos 18 anos, já me disseram que pareço ter 14 com cabelo cacheado). A dona do salão testou um produto novo no meu cabelo e a "cagada" foi que paguei o preço de uma escova comum xD Se não fosse teste, sairia por $150 no mínimo, yeah xD
Daí voltei pra casa, almocei correndo e fui na minha tia, porque a minha tia queria que minha mãe levasse não sei o que dela e tal. Fiz uma horinha por lá, tentando não pensar na viagem e na dor de cabeça alucinante que eu estava. De lá fui pro Centro, pro trabalho do meu pai, porque é perto do aeroporto. Lá mesmo mexi um pouco na internet e tomei um remédio. Todo remédio que eu tomo abaixa minha pressão, então iria dormir a parada toda. Bueno, não resolveu porcaria nenhuma e lá fui eu pro aeroporto com dor. Pela primeira vez (com meus pais presentes), fiz o check in sozinha e eles ficaram olhando e rindo. Meu pai tinha torcido o pé na quinta e estava com o pé todo inchado, mas é teimoso e foi trabalhar mesmo assim. Daí fizemos hora e embarcamos. A titica é que os nossos lugares eram bem na asa, do lado de uma saída de emergência. Quando vi o "Exit", pronto, fiquei em pânico, mas me controlei ao máximo. Minha mãe sentou no meio, ladeada por mim (no corredor) e um titio (na janela), e ele também estava apavorado. Tentei não pensar que estava na asa, mas sacolejava tanto que eu gelava...

Estava apavorada xD

E mamãe estava normal...

Agora comentários sobre a Cia. Aérea Webjet, por Deborah Mathias: A tripulação é incrivelmente simpática, atenciosos, bem treinados e responderam todas as dúvidas de forma muito clara. Parabéns a eles. Agora... sei que é uma empresa low cost e tudo o mais, mas um refrigerante/água e um pacotinho pequeno de amendoim como lanchinho é sacanagem! Não vou comparar a outras empresas, mas existem cias. que optam por economia e, no entanto, não é um pacotinho de amendoim. Bom, foi a única coisa que me chateou, mas fora isso, tanto na ida quanto na volta, adorei as comissárias e os comissários, o piloto e o co-piloto... ^^

Bueno, chegamos em BSB e eu não estava legal. Aquela coisa de avião saindo do chão e estabilizando no ar, pqp, eu não me acostumo MESMO. Daí falei pra minha mãe segurar a minha mão quando eu levantasse, porque tinha medo de desmaiar, porque estava passando muito mal mesmo. Pegamos a mala e encontramos meu tio (o irmão mais velho, que parece muito com a minha mãe... acho engraçado que os irmãos pouco se parecem, mas tipo, minha mãe parece com ele, minha madrinha parece com a minha mãe, um dos meus outros tios parece mais com ela e assim vai xD). Ele pegou a mala e encontramos minha tia. E fomos pra casa dele.

Brasília tem dessas consequências: já não bastava estar passando mal e os olhos lacrimejando, do nada não estava respirando direito, porque lá é seco pra chuchu. Chegamos na casa dele e estavam todo lá... e a Kimmy. Kimmy é a pastora belga que meu tio tem e tipo.. ela tem oito meses e é um bichão! D: Óbvio que levamos um susto, porque Dobby era um pastor vira-lata pequeno, o Tobi é um maltês pequeno, e do nada um cachorro que de pé é do meu tamanho é sacanagem, né... Meu primo André segurou ela e enquanto cumprimentávamos todo mundo e sentávamos pra comer, ele e minha tia levavam nossos casacos pra Kimmy cheirar, pra se acostumar, né (o que não adiantou pq ela só acostumou na segunda, quando viemos embora haha). Lá na casa estava também a família de um amigo de um outro primo meu, outro André. A família dele é de Sampa e sei que tava uma mistura de sotaque... e o meu primo, que foi pra Brasília pra se "endireitar" também estava lá, da mesma forma que há dez meses; só ficou bem mais alto. Ficamos no quarto do André (o primo mais novo), coisa e tal. Fui dormir com a cabeça explodindo e as cigarras enchendo a porcaria do saco... a noite-inteira O_O

No sábado de manhã, meu tio nos levou no Parque da Cidade. Eu já conhecia e adoro aquilo lá, mas putzgrila, como estava calor D: 27 graus aqui no Rio é normal, mas em Brasília, parece quase quarenta, tenso demais! Os goianos são muito bonitos, acho que vou mudar pra lá (brincadeira xD).

Patinho se refrescando - sim, é a bundinha dele!

Titio (:


Relógio do Sol

De lá, íamos almoçar em casa, mas pegamos minha tia e fomos no churrasco do empreendimento. Meu tio comprou uma sala bem tchanz e teve um churrasco com o povo. Eu não estava me sentindo muito bem porque né, eu estava parecendo uma turista de short e blusa, sem contar que eu estou enorme de gorda (é sério). Comemos, tomamos cerveja, aquela coisa toda. Ah, sim, de manhã, o vizinho do meu tio pôs uma bandeira linda do Inter do lado de fora da casa. ÓBVIO que tive um troço!


De noite, a namorada do meu primo apareceu pra eles saírem, a Deborah (!!), e então ficamos conversando um tempão. Ela está terminando Veterinária, e o André (primo mais novo) ficou com a Kimmy na coleira, porque ela ainda pulava em cima da gente. Ela é linda e novinha, mas ela machuca... Daí demos comida pra ela na mão, demos o osso dela..

Kimmy Kimmy!

No Domingo, fomos no Templo da Legião da Boa Vontade. Acho que nunca me senti tão bem em toda a minha vida, sério. É uma coisa tão cheia de vibrações, nossa, muito bom. Coisas muito O_O aconteceram com a gente naquele curto espaço de tempo, coisas que ninguém acreditaria se eu contasse. Daí depois da espiral, fomos na sala egípcia. Tive um troço, óbvio xD






De lá voltamos para casa e comemos... a sogra do meu tio fez um bolo.. era justo com as coisas que eu tenho alergia, mas eu não estava nem aí e comi. Consequencias? Só dor de cabeça piorando e alergia mas foi normal, até...

De noite fomos no shopping, porque minha tia comprou um celular e não funcionava. Fui com minha mãe na Saraiva Mega Store [haha] e ela comprou "O Homem que Calculava" pro meu pai. É dificílimo achar esse livro por aqui.. e aproveitei e comprei mais um livrinho de Tailandês pra mim ^^

Na Segunda de manhã, como todo mundo saiu, puxei mamis para a Igreja de Santa Edwiges, que é ali pertinho e depois fomos na SBS [que é praticamente em frente]. Voltamos pra casa, almoçamos e, como a internet estava fora de ar, renomeei grande parte das minhas músicas. Lá pelas quatro começamos a nos arrumar pra vir embora. O pessoal de Sampa também iria voltar na segunda. O que achei engraçado foi que a Marina, a filha do casal (tem 11 anos, ela), me lembrava a Goddess D: Talvez seja besteira minha, mas eu olhava pra ela e via a God hahaha xD O mais engraçado de Segunda foi a Kimmy se acostumando conosco. A gente nem saía do quarto por causa dela, ela assusta pra burro. Eu ia no quarto e ela deitava bem no meio da escada como quem diz "Vai subir, não!" xD Daí olhei pra ela e disse "Kimmy Kimmy, vou passar pelo cantinho, tá?" e ela tirou o rabinho pra me deixar subir, TÃO cute *-* O primo deixou os controles em cima do sofá. A Kimmy pegou um deles e se escondeu atrás de nós, que estávamos tomando café. Eram dois bloqueando as passagens e a Kimmy com o controle na boca, no meio de nós, pedindo ajuda. Daí a sogra do meu tio olhou pra ela e começou a brigar. A Kimmy soltou o controle, abaixou a cabeça e deitou nos nossos pés, foi tão engraçado xD

Wallace, filho de uma prima da minha mãe

Kimmy Kimmy ^^

Tios

Priminho André

Marina

Priminho Douglas

Quando chegamos no Rio já era passado de onze horas. Eu andava como se estivesse bêbada, mas era porque meus olhos não abriam direito de tanta dor de cabeça. Comemos uma pizza (eu não consegui nem meio pedaço D:) e viemos pra casa. Nós viajamos e meu pai aproveitou pra trocar o piso da sala e do meu quarto... mas não terminaram. Joguei os dois colchões (da minha cama e da cama de baixo) no chão do meu quarto (na verdade meu pai que pegou, porque eu não tinha forças nem pra puxar o lençol do colchão. Não estou sendo dramática, é sério!) e tentei dormir, mas estava passando muito mal. Só depois que tomei "água doce" que consegui dormir D:

Ontem de manhã passei a manhã inteira no hospital, porque não aguentava mais. Tinha medo de desmaiar a qualquer momento, sozinha em casa ou só com a minha avó. O médico mediu minha pressão, estava um pouco baixa e disse que meu problema era tensão. Adicionado ao assunto importante que ia resolver e não resolvi, mais medo de avião, mais pressão de BSB, pronto... De lá passei no trabalho da minha mãe, peguei dinheiro com ela e a chefe dela me levou até a esquina da casa da minha tia, onde almocei. De lá vim pra cá. Meu tio ia pintar (mas segunda foi feriado e nada estava aberto pra comprar a tinta) e eu ia pro shopping pra poder acessar a internet, só que eu dormi legal. Eu estava morrendo de dor, de chorar e soluçar. Dormi a tarde inteira. De noite instalei a tv a cabo na sala, porque minha mãe vê um seriado e ela gosta, não ia deixá-la sem assistir, né? Ela não pediu, eu que fui teimosa. Passei as fotos pro JianCi (meu netbook) já morrendo de dor. Jantamos e dormi na sala (levei os colchões, abstraindo de novo a dor), onde assisti "Castores Pirados" e "Kenan e Kel" até dormir.

O rapaz ia vir aqui em casa pra finalizar, mas parece que ele tá no hospital com apendicite e coitado D: Mais um dia nessa bagunçada. O quarto dos meus pais está atulhado, a varanda também... A titica é que minhas roupas estão na cômoda, e tem sofá, estante e o escambal proibindo a passagem. Sorte que eu já tinha separado umas roupas, prevendo isso, né...

Fotos nada a ver:



O canto do meu quarto

Aprendi a escrever meu nome em Tailandês!

Adiviiinha xD


Hoje foi o debut do M.I.C, graças a Shisus!!! \o\ E pra constar fiz um mini textinho [horrivel por sinal]...

0 comentários: