28 de mai de 2009

...

Sabe aqueles dias que você não deveria nem ter saído da cama? Hoje é um desses dias...

Ontem, meu tio e eu trocamos meu quarto com os dos meus pais. Imagina como foi "legal" passar a tarde puxando armário e cama, limpando, tirando crostas de poeira... no final do dia, nem tinha mais voz, tamanha era a poeira.
Mas nem foi questão de poeira e cansaço desse puxar e arrastar... é porque eu estou chateada, isso me "broxa" pra caramba...

Por que as pessoas são tão frias umas com as outras? Não demonstram carinho, não abraçam, não beijam... e acham você estranho por demonstrar seu afeto? Fico pensando se eu sou a errada da parada ou se são as pessoas que são frias... sei que eu preciso parar com essa mania minha de ser carinhosa com os outros, só me ferro. Também gostam de me chamar de carente, eu confesso, sou mesmo, e daí? Não vão me matar por demonstrar carinho, certo? Eu fico só triste que eu mostro que eu gosto das pessoas perto de mim e elas não movem uma palha pra fazer o mesmo. Não quero que fiquem me abraçando e me dando beijos, como eu faço, mas pelo menos um abraço de vez em nunca seria legal, já que a dificuldade de dizer 'eu gosto de você' é grande... não sei se dá pra entender isso, mas acho que dá pra entender se você for sensível.. ou carente, né, que é como me chamam...

Eu estou totalmente perdida na faculdade. Os prazos estão acabando, eu não estou com cabeça pra fazer nada. A única coisa que entra na minha cabeça é Agenciamento II e um pedaço de Projetos de Viabilidade Econômica [leia-se: contabilidade]. Patrimônio, Ecologia, Folclore.. pff, não sei mais como seguir a vida! POT, eu inclui o Alexandre no trabalho que eu ia fazer sozinha. Vou botar o bichinho pra trabalhar! ^^ Mas sério, eu procuro a paciência todo dia, olhando pra ele e vendo aquele sorriso maravilhoso dele de segunda a sexta. É uma das únicas coisas que me animam de acordar cedo pra ir pra faculdade.

Tem várias outras coisas que também têm me deixado muito pra baixo, mas essas são as principais. Principalmente o primeiro motivo, por que as pessoas são tão malvadas? Sei lá, tão frias, não sabem demonstrar sentimentos, não interesseiras e só vêem o lado delas no mundo? Claro, eu também tenho meus momentos individualistas, mas elas poderiam ao menos ser um pouco mais carinhosas, sei lá. Não quero mudar o mundo, só queria que as pessoas que eu gostasse percebessem o tanto gigante que eu gosto delas e parassem de me olhar com cara de 'carente!// o que você quer?' toda vez que eu abraço ou beijo. Ou até os dois.

Não vou mais ser desse jeito. Fechado.

Hoje foi legal de manhã (só um pouco) e um verdadeiro saco de tarde.
De manhã, eu fiquei conversando com o garoto da cantina e com ele sobre futebol [perdi o jogo do Inter de novo ¬¬], ele tem sotaque! E eu queria muito saber de onde... ou pelo menos o nome daquele garoto. Um dia, ele ainda me mata. Conversamos por uns 15 minutos sobre o Flu, o Inter, o Corinthias e o Vasco. Daí entrei e tal. O prof de POT mandou a gente catar umas coisas no site do Ministério do Turismo pra fazer o trabalho, um saco. E a aula de Projetos blabla foi revisão, também não aguento mais...
E de tarde... Aline não foi, folga da Larissa, só tinha eu e Fábio lá. Nem reclamaram, também não tinha movimento... Deu super pra fazer o tarifário de AGTII, e eu tinha que conversar algo sério com o Fábio... mas cadê a coragem? Não existe, eu não consigo 'chamar a atenção' dele, nem de ninguém... Daí agora pro final da tarde, eu, ele e o Lima ficamos conversando e rindo duns casos que ele contava. Depois chegou o policial Lima, e rimos ainda mais. O regresso só não foi 5:30pm porque um guia chegou com UM passageiro, UM! pra subir ¬¬' Mas voltando pra matina, quando eu cheguei. Ri um pouco com os meninos e a Carlinha, mas sabe quando você não ri de verdade, mas parece demais? Foi assim, eu ria, zoava um pouco, voltava pro tarifário... até que não conseguia mais me concentrar, fechei o caderno e abaixei a cabeça. Só não chorei porque me controlei muito, aliás, desde que entrei pra esse estágio, tenho me controlado melhor quanto aos meus acessos de choro...

Me lembrei do Ano Novo, dum cara super me xingando, eu mal tinha chegado e tal, era porque a fila dava voltas e estava muito cheio [a fila ia na rua], eu tive que sair de lá pra poder chorar...

Hoje me bateu saudades do Amber Pacific. Pensei no Matt, sei lá por que, será que ele está bem? E o Dango, Will, Gregers... o Jesse o Davy... e até o Rick! Ah, o Leo! Que deve ter acontecido aos meninos do Lucky For Nothing! Odeio minhas nostalgias...

E já escrevi demais...

sajinul bo - ryeowook, eunhyuk e yesung

0 comentários: