10 de mar de 2010

E ela aparece novamente...

Eu achei que 2009 já tinha acabado com as mortes prematuras. Mas 2010...
Acho que 2009 vai ser um ano daqueles marcantes na minha vida. Foi uma atrás da outra. Teve o Michael Jackson, uma das minhas master ídolas, Farrah Fawcett, o Patrick.. a Brittany... Foi tipo... muito esquisito minha mãe me ligando justo quando eu ia dar aquela dentada no meu hambúrguer com o Rodrigo do meu lado e ela dizendo "A Farrah morreu. E o Michael Jackson também". Cara, eu chorei. A Farrah era... a Farrah era maravilhosa. Se eu amo a série "As Panteras" até hoje é por causa dela, da Kate e da Jaclyn. Sempre achei que fosse ter um piripaque quando uma delas morresse, e daí uma se foi.
E o MJ... eu não acredito até hoje. Posso ter oitenta anos, eu nunca vou aceitar que ele morreu. Nem ele, nem Patrick, nem Farrah, nem a Brittany, nem o Heath, apesar de ele ter morrido em 2008. O MJ podia ser o que fosse, mas nenhum outro vai ser comparado a ele. O que o MJ fez pra história da dança não tá no gibi. Acredito que muita gente que estuda dança sabe do que eu estou falando. Ele fez tudo o que um ser humano NUNCA poderia fazer. Ele criou o passo da lua. Ele deu origem aos clipes de mais de 10 minutos. Ele praticamente deu origem aos clipes com história! Ele foi tudo que ninguém nunca vai ser.

Hoje me vem o Corey Haim. Juro que li no Twitter e não associei, mas daí quando cliquei em um link sem querer, eis que me aparece...
Corey Haim.



Corey Feldman & Corey Haim

O Corey de "Sem Licença Para Dirigir";
O Corey de "Os Garotos Perdidos".


Imagina a minha cara quando li isso, sério. Esse moleque era tipo... minha paixonite de quando eu tinha uns cinco anos e a "Sessão da Tarde" ainda era "Sessão da Tarde"!
Foi chocante (nossa, chocante), eu estou acabada. Ok que eu não acompanhava ele desde meus, sei lá, nove anos, mas tipo, ei, ele era uma paixonite minha de quando eu era pequena!
Tá sendo difícil acreditar nisso. O Corey acho que tinha uns 38, por aí, e eu sabia que ele tava metido nessas coisas.

Como a Lu disse, a época que ele, o Feldman, o Devon, ... essa turma toda teve a adolescência numa época crítica, que foram os anos 80, americanos. Não estou dizendo que no Brasil não foi também complicado, mas.. ah, sei lá o que eu estou dizendo. Tô meio perdida, sabe...

Sei que olhando pro Corey agora me deu um sentimento muito estranho em relação ao Devon e lá fui eu atrás. O safado tá bem, acabou de twittar que nunca usaria calças skinny porque mostraria as pernas de galinha que ele tem... Eu sei que não tem nada a ver, mas sempre achei eles meio parecidos...

Cara, do que eu estava falando mesmo...?

De qualquer forma, às vezes me pergunto se não tem um dedo de verdade em um dos meus filmes prediletos (e que por incrível coincidência o Devon é o principal): "Premonição". Sobre a morte pular mas nunca sumir. Fico pensando... que por exemplo, se alguém tem uma overdose e se salva, quer dizer que a morte pulou a vez dela, e que pode voltar quando se menos espera.

Parece babaquice essa coisa toda que eu tô falando, porque, convenhamos, cada minuto morre alguém. Mas sei lá, algumas vezes, algumas mortes me fazem pensar nessa coisa toda com mais calma... Foi como uma menina twittou, "quando esse pessoal vai perceber que drogas nunca é um bom caminho a ser seguido?" Não tenho nem por que ficar me sentindo assim, sabe, mas é uma sensação esquisita de tipo, 'ei, amiga, seu ídolo bateu as botas!'. Eu não estou chorando, mas eu não consigo parar de pensar que eu nunca mais vou conseguir assistir "Sem Licença Para Dirigir" sem minha mente dizer "seu queridinho morreu". Seria o mesmo com o Feldman. O Devon. E porque não: Donghae, Eunhyuk, Ryeo, Teuk, Heechul, Onew, Jay, Wooyoung... ai, credo, isola!

Acho ninguém entende a dor de perder alguém querido, mesmo que seja mega fã dessa pessoa. Só a família e os amigos mais próximos...

Cara... que a alma atormentada desse rapaz encontre a paz do outro lado e que a família e os amigos fiquem bem, sério..

Voltarei pra minha fic... ou não. Sei lá.

Current Listening: Billy Joel - Vienna

1 comentários:

Roses disse...

OMG Debbie, que post mais triste! E esse finalzinho me deu até arrepio na espinha(bate na madeira, joga sal grosso, reza o terço etc).