17 de dez de 2010

aiya aiya...


Não tenho postado aqui porque não me sentia muito animada em escrever alguma coisa. Situações aconteceram nesses últimos dias, alguns para o lado bom e outros, para o ruim. *suspira* Os fatos não seguem uma ordem cronológica, até porque minha mente está meio embaralhada devido a pancada de Quarta...

Dirigi uma terceira vez e até que foi melhor. Não atropelei ninguém, não bati com o carro e respeitei o sinal, mas meu pai ainda insiste em dar pequenos ataques -.- Dia desses ele deu um ataque por pão de fôrma e ontem, por um radinho. Tenso. Mas voltando à direção, foi legal.

No Sábado, estava na aula e do nada faltou luz. Ok que estava de dia e pode me chamar de cagona, mas eu fiquei morrendo de medo. Anyway, foi uma das aulas mais legais, a gente conversou, fez piadas (a propósito, só a minha professora ri da minha péssima imitação de inglês xD) e combinamos de, esse sábado, levar coisinhas pra fazer uma festinha de fim de período. Como somos quatro mais a professora, vai ser legal e aproveitando, faremos um Choco Oculto (nas palavras do Afonso, "Amigo Choco" xD). Não sei quem vou tirar, mas vai ser legal.. gosto muito de todo mundo lá ^^

Terça foi aniver da minha mãe e o piti do pão de fôrma. Meu pai queria um determinado tipo mas não achei... pra completar, moro aqui há sete anos e pra comprar cerveja a mocinha me perguntou idade e identidade -.- Quando fui pagar, quase que o saco arrebenta e quebra tudo! Deixei tudo na escada e fui buscar a torta... Começou um tremendo temporal no caminho e eu estava sem guarda-chuva, imagina eu, andando pela 28 de Setembro, com uma caixa de torta, sem guarda chuva? Quando cheguei em casa, ainda virei o pé! Legal ¬¬ Bom, no fim de tudo, foi uma comemoração só nossa mesmo, eu, mamis, pai e avó. A escolha daquela torta foi a melhor que eu já fiz, ela é deliciosa *-* Ainda tem dela, não dá pra não comer... Só que estou me controlando porque minha glicose deve estar um tico alta, morango tem muita, né... ou não?

Na Quarta, eu ia com a minha avó no médico só que ela resolveu ir mais cedo e disse "Vai daqui há meia hora, quarenta minutos, come primeiro". Ok. Separei tudo bonitinho e pensei "vou almoçar na volta". Estava descendo a escada e caí. Eu não sei como isso aconteceu, mas quando percebi ia de cara na porta, me virei pra segurar o corrimão... e terminei batendo na porta, mas de costas, e caindo de bunda no chão. Devo ter passado uns dois minutos no chão, observando pra ver se não tinha quebrado nada; tentei me levantar, puxei o celular do bolso e liguei pra minha mãe. Isso subindo escada. E a minha avó não levou o celular, então não tinha como falar com ela (ela tem celular e o bicho mofa aqui, não entendo isso...). Putz, eu sinceramente não sei como não chorei, me controlei muito porque estava com uma dor horrorosa no corpo inteiro. Meu lado esquerdo então, que foi onde joguei todo o peso... não conseguia erguer o braço! Quando ela chegou, eu estava no sofá, com uma bolsa de gelo no ombro esquerdo. Pra mover isso era complicado, porque doía pra dedéu. Às quatro minha mãe chegou, desceu, comprou arnica (?) e um remédio, mas putz, nada funcionava! E meu pai tinha ido para Cabo Frio, onde tinha uma audiência às quatro e meia da tarde! E estava caindo o mundo quando ele chegou, quase meia noite (e ele ainda me vem pela Serra, é maluco!). O "legal" foi ele me dar uma sacola cheia de frutinhas pesadas, porque o tio dele nos mandou (ele mora próximo de Cabo Frio) e disse "Coloca lá na cozinha". Fui mordendo a boca, né...

No dia seguinte, de manhã, ele veio no meu quarto e me perguntou como eu estava, porque estava tão tenso da viagem que nem tinha perguntado. Dormir foi a pior experiência, sério. Eu não tinha posição e pra me virar, eu colocava a cabeça debaixo do travesseiro e gritava... Como eles me acordaram, levantei de uma vez e minha avó disse "Vou no Hospital, depois vou na 28 procurar umas coisas, devo chegar tarde". Tá. Olha como as coisas são: ela já estava na escada quando voltou pra ir no banheiro, aproveitou e escovou os dentes de novo... e a médica dela ligou "Vem pro hospital agora, pra já ser internada". Foi tão "QQ" que pus uma calça jeans e fui com ela, engolindo toda a dor absurda que eu sentia. Daí ainda fiquei de pé um tempão (isso ainda dói, mais por causa da pancada), desci e subi escadas porque os elevadores demoravam um tempão... Vim pra casa e quando voltei pra lá, tinha que esperar o horário de visita ¬¬ Eu já estava começando a delirar, porque tinha tomado remédio e essas coisas sempre me deixam com pressão meio baixa, sem contar o calorão. Subi, levei a maioria das coisas que ela havia me pedido (menos o radinho, por isso o piti do meu pai) e esperei minha mãe, que chegou depois. Lá pelas cansadas viemos embora e agora minha tia está lá...

De noite, fui pro hospital ver se tinha quebrado, sei lá, né... Poxa, estava (está) doendo pra dedéu! O médico disse o que todo mundo já sabia: não quebrei nada e que sentia dores por causa da pancada. Really nice, doc ¬¬ Ele passou dois remédios e é isso aí. Ainda estou com dores, mas espero que passe logo. Não é nada legal dor no corpo inteiro -.-

Pra se ter uma noção, a única coisa que me fez parar de pensar na dor pelo menos um pouco foi assistir desenho mas eu não podia rir. Eu sempre me mato de rir com o Johnny Bravo e mordia a almofada pra não rir...


Na terça, estava inspirada pra fazer "Resposta aos haters" com clipes. Só deu pra fazer do M.I.C e do iMe...

Meu fave foi o do iMe, principalmente as partes da Haley, porque senti que poderia zoar os fãs de K-Pop com ela (já que ela é coreana xD) "Do you want a Soda?":



E o do M.I.C eu tô meio assim... poderia ter sido melhor. Acho que não peguei pesado porque se eu começasse a falar de 2NE1 e f(x), neguinn ia me odiar forever. Talvez o próximo "Rockstar" que eu fizer vai ser baseado no 'Jealous is My Second Name' (minha micro gif/foto novela)..



E alguns macros novos:











1 comentários:

Prih_br disse...

Amiga, que coisa hein!
Mas vc está melhor? Espero que sim =/ que chato, viu?
Mas e seu pai, nem te deu bola, isso irrita, né? Mas ainda bem que no dia seguinte ele perguntou como vc estava.
Bjos