12 de dez de 2011

Últimas notícias!

Bem, como cês podem ver, ainda estou aqui. Naquele dia tive uma reação muito intensa sobre tudo que estava acontecendo na minha vida que, pode ter certeza, não eram coisas nada boas. Marcelo pegou um taxi, veio aqui, me carregou pra lá e ficou comigo a noite inteira, ouvindo meus lamentos e minhas lágrimas. Bem, desde então a gente já brigou e voltou umas trocentas vezes mas não é sobre isso que vou falar.

Compartilharei esse fim de semana completamente tenso pro meu emocional.

No sábado, acordei cedo, fui trabalhar, a última aula do Livro 3 e do Teens 3. Com os adultos, a gente se abraçou, marcou de manter contato, e bah. E não passei em casa pra comer porque já tinha comido, entao fui pro shopping de uma vez. Cheguei na hora certinha (\o/) e dei a aula. Acabei cometendo o erro de agradecer a eles por terem um pouco de paciencia comigo, porque tinham sido minha primeira turma como professora (eles deveriam saber mesmo, quase infartei no dia 22 de Agosto! rs).
Saí do curso e fui catar um biquini bacana. eu já tinha ido numa loja e visto duas partes de cima e uma de baixo super mas iam sair blaster caras. Aí encontrei uma outra, escondidinha, e montei meu biquini e plus, ganhei uma canga super linda xD e foi muito menos da metade do preço que ia gastar na outra x)

Aproveitei e comprei um presente pra minha mãe, porque é aniversário dela dia 14, comprei uma bolsa. Ela é suuuper linda e quero deixar bem claro que não comprei pensando em mim ^^ Sério, é a cara dela e ela estava precisando ^^

Vim pra casa, tomei banho e aí pensei "Ok, vou só encontrar Marcelo de noite, então vou descansar, corrigir dever...". Mas estava tão cansada que não fiz foi nada. Terminei de arrumar minha mochila pro Natal do Grupo Escoteiro, que era Domingo [ontem], comi qualquer besteira (meus pais tinham ido pra Vila da Penha pra minha mãe fazer exame e pedi pra comerem por lá mesmo) e descansei. Tomei um banhozinho bem gostoso ^^ e me arrumei pra ir no Centro Espírita que sempre vou (como Sabado é dia de Escoteiro, e é bem no mesmo horário, vou em outro durante a semana.).. chegando lá, estava fechado, só ano que vem. e putz, sacanagem, né? =/ Eu lá super tcham, de salto ainda por cima, fui pro ponto e peguei o bus. Avisei a ele que estava já indo e pra me esperar. Ele estava vendo filme, então fui pro mcDonalds esperá-lo. E comi um Cheddar. Ok, eu sei que não é saudável e bah, mas estava com fome ><



Sintam a gravidade: comi até as batatas!

Ele me ligou, pediu pra eu ir pra lá pra ver o meu uniforme, porque eu não tinha costurado tudo e estava nervosa com isso. Até que ele me disse que estava na hora de tirar a etapa e seria naquela hora. Fiquei furiosa: pô, primeiro ele diz pra mim pra pegar com os meninos a caderneta de etapas,depois diz que não falta nada (foram tipo 4 vezes que perguntei se precisava) e um dia antes me fala isso? Pô, fiquei muito bolada! Aí ele começou a falar dum jeito como se eu não estivesse levando o Escotismo a sério e eu fiquei muito decepcionada e magoada. Ia pro banheiro, chorava chorava chorava e voltava. Até que me irritei mais, disse que ia na rua e desci... sem os oculos! De salto! No Largo do Machado, que é tudo pedrinha portuguesa!

Fui num bar e tomei uma garrafa inteira de cerveja, com um pão, um gole de café, um cheddar, batatas fritas pequenas e suco de uva no estômago. Claro que fiquei tonta, mas voltei. Ele deve ter percebido que fiquei super chateada, porque voltei minha atenção pro uniforme e costurei tudo errado e em vermelho (só o listel e o numeral são vermelhos, cê pode ter noção de como ficou "lindo"). Aí ele mudou, me abraçava, dava beijo, perguntou se eu queria jogar GTA, eu disse "não", ele insistiu...
Era umas onze da noite quando saímos e fomos dar uma volta. Ele ligou pro Fabiano, disse que eu não tinha estudado o suficiente e como faríamos. Ele disse que tudo bem. Caaara, me senti um horror. Não é porque estou indo pra lá pra "salvar" eles que mereça isso, sabe. Ok que é legal mas poxa, me senti um nojo. Eu via algo que eu sonhava muito na infância descendo pelo ralo com a Esperança e a Alegria e não era legal... =/

De qualquer forma, chorei bastante, ele me pediu pra abrir a porta, me levantou do chão, me abraçou, me beijou, disse que problemas todo mundo tem e que tudo ia se resolver. Eu não tinha ânimo pra nada, muito menos dormir. E o pior, sempre que eu fechava os olhos, sonhava instantaneamente que a gente estava tipo num sítio e ele tinha uma crise. Eu nunca o vi tendo uma crise então tinha apenas uma idéia do que era. E aquilo me impedia ainda mais de dormir, e eu, que dormi 4h durante a semana inteira, estava em pânico. E se eu desmaiasse de sono na minha Promessa? O_O

Acordamos às 5:30h, ele foi em casa pegar o uniforme e eu fui costurar o meu de novo,porque tinha desfeito tudo. Me furei de novo xD Mas aí ele chegou com uma coxinha *-* e Guaraviton. Mesmo que eu estivesse ainda muito decepcionada, eu estava preocupada com o meu sonho, porque eles acontecem, quando são muito reais.

Chegamos na Sede e só tinha o Francisco Lucas e uns sêniors. Eu tinha que pôr o uniforme mas estava morrendo de vergonha... Enfim, coloquei. De repente me brota Marcelo e diz "você tá muito linda, muito fofa de uniforme! Cadê a máquina?" e a bateria do telefone tinha acabado, então ele pegou a câmera da Fernanda, namorada do Fabiano, e tirou. Fiquei um tempão conversando com o Gabriel, coitado, o único Pioneiro do grupo ehiueheiue Todo mundo diz "Sempre Alerta" ou "Melhor Possível" e ele é o unico que diz "Servir"... quando todo mundo termina de falar xP

Embarcamos. eu ainda estava super magoada, sabe, então achei melhor ficar quieta. Não participei de nenhuma brincadeira ou cantoria,porque estava muito longe. De madrugada, depois que ele dormiu, abri um caderno que sempre levo comigo e li umas coisas que tinha anotado, tipo estudando. E me lembrava disso.

Chegamos lá no sítio, suuuper legal.E óbvio, os meninos foram jogar futebol depois da abertura -.- Homens! Não podem ver uma bola, né -.- Fiquei entre ir pro churras e vê-los jogando, conversei com a esposa do Lázaro, a Fê, brinquei com o baby deles, o Joãozinho, joguei totó com o Ian, o Luiz e o César (e ganhei um "joga melhor que muito marmanjo" hahaha) e tal.

O sol tinha aberto e estava super quente mesmo. Levei água pro Marcelo (como sou legal xP) e tentei convencê-lo a parar um pouco e comer pão com alho, que ele tanto ama. Deu em nada ¬¬ Aí pensei: "Quer saber? Vou tentar tirar um cochilo", porque lá é cheio de quartinho e o grandão estava com a gente e era super arejado. Não consegui. e quando ia conseguir, acordei com ele parado na minha frente, sorrindo e preocupado em por quê eu estar ali sozinha. Deitei no colo dele, conversamos,nos beijamos (nem é novidade hahaha), ele me abraçou, essas coisas meigas. E me convenceu a ir comer. Eu estava sem fome, mas ele me fez comer ¬¬ E não adiantou, porque a carne estava horrível ¬¬

Não demorou muito e ele voltou pro futebol, pensei "pombas!". Queria que eles parasse um pouquinho por causa do sol,mas sabe como é homem, né -.- Fui pro parquinho, sentei no balanço, pensei, pensei e pensei. Até que resolvi voltar pra soleira da porta e vê-los jogando. Parece babaca isso mas ele fica tão bonito jogando! *o*

A Fernanda (do Fabiano) veio e sentou do meu lado, começamos a conversar. Toda vez que ele se aproximava da grade, eu chamava ele e mandava beijo, um tchauzinho, mandava língua... quando ele sentou pra descansar, fui até ele e falei uma bobeira. Ele sorriu, essas coisas ^^

Voltei pro meu lugar e ele jogou uma partida. Aí começou a andar e se segurou na grade perto de onde eu tava. Perguntei se estava tudo bem, ele disse que sim, mandei um beijo e ele sorriu. Voltei a falar com a Fernanda e foi coisa de tipo, dois segundos, que olhei de novo, ele começou a andar em zigue zague. Meu coração parou na hora e comecei a apertar a mão da Fernanda e ela "Que foi?", porque eu já estava chorando e dizendo "não". Do nada ele virou e o Dennis segurou ele e ele começou a ter uma crise epilética. A Fernanda saiu correndo pra lá, o pessoal gritou pelo Fabiano e eu lá parada, sem conseguir me mexer, só chorar e tremer. Eu não sabia o que fazer, não sabia agir nem nada, até que criei forças e fui pra perto da grade. O Leonardo apareceu,mandou todo mundo se afastar e eu obedeci, mas quem começou a andar em zigue zague fui eu. A Fernanda me perguntou se eu estava bem, nem lembro o que respondi.. só que fui pro quarto e comecei a chorar alucinadamente. Eu sempre pensei que saberia o que iria sentir quando visse isso acontecendo,mas nada do que havia pensado foi real. Eu tremia tanto, mas tanto que uma folha de papel em um furacão ainda era mais forte que eu. Eu torcia pra que não trouxessem ele pro quartinho, mas trouxeram. Eu sabia que tinha que sair dali mas eu não conseguia nem piscar. O Leo e a Fernanda falavam comigo, diziam que agora ele estava bem e que eu não podia ficar daquele jeito perto dele pra não preocupá-lo, mas quem disse que eu conseguia me levantar?
Quando consegui ir lá pra fora, eu chorava e chorava muito. Não sei se foi porque me assustei ou se foi porque eu tinha sonhado, sei lá, mas sei que me deu um medo poderoso de perdê-lo. Tá que ele sempre tem e já está acostumado, mas eu tive muito medo mesmo. As Fernandas XP diziam que era assim mesmo, que são coisas que acontecem, que paciente com epilepsia tem disso e eu acabei contando dos meus desmaios(pra quem não sabe, eu tenho crises de desmaios, que duram poucos minutos, até mesmo segundos. Pra mim parece que é um pequeno cochilo, mas Marcelo diz que eu paro do nada e desmaio. Tive isso em Maio, eram uns 15 desmaios no mínimo por dia; o médico diz que isso tudo é enxaqueca mas enfim, né -.-). Me disseram que ele estava bem, mas eu não estava. Até me acalmar demorou. Quando entrei no quarto, lá estava meu pequeno camarão, os olhinhos super vermelhos. Sentei do lado e abracei bem forte, tentando não chorar. Parece muito bobo e coisa de filme, mas eu não sabia o quanto eu gostava desse cara até ontem, até isso acontecer. Claro que já teve outras oportunidades mas nada foi comparado a ontem. Senti mesmo que ia perdê-lo e estava disposta a ir no lugar dele.
Ele me abraçou de volta e ele riu dizendo "Desculpa por você ter presenciado isso". Juro que quase chorei. Mas olhei pra ele e disse que se ele estava ali, era muito mais importante. E disse também que gostava muito dele e que ele era muito importante pra mim. Ele disse que também me adorava e que eu era muito especial pra ele. Deitei ele no meu colo e fiquei fazendo carinho. O Cadu zuou um pouco, dizendo que ele tinha que parar de me enrolar e me pedir em casamento, ele riu, essas coisas.

Quando deu dez pras cinco, eu lembrei que tinha que colocar o uniforme. Os dois precisavam. Acordei ele, falei que ia me trocar,ele foi tomar banho. O Gui apitou e eu ainda estava me trocando de roupa, e estava toda nervosa, né, Promessa. E pior que eu não lembrava de nada D: Subimos lá um lugar alto, por causa do sol, e era tipo morrinho. Nossa, eu suava tanto, mas tanto, e a Promessa sumindo da minha cabeça... toda hora eu perguntava pro Marcelo :(

Até que chegou a hora. O Ian fez a dele e então o Léo me chamou. Quando parei na frente dele, eis que Pedrinho solta um "fiu fiu" ¬¬ lol O Léo zuou, rimos todos... e ele "Pronta?". Respirei fundo e ele disse que ia me ajudar, porque eu estava muito nervosa mesmo. Ele apertou minha mão esquerda e eu comecei "Prometo pela minha honra fazer o melhor possível para cumprir com meus deveres para com Deus e minha Pátria; ajudar ao próximo em toda e qualquer ocasião, obedecer a Lei do Escoteiro; e servir a União dos Escoteiros do Brasil". Eu estava a ponto de chorar mas acho que engoli e enganei bem xD aí ele "Agora dê um Sempre Alerta bem alto e vibrante".Inflei o peito pra dar um berro e o que acontece? Minha voz SOME BEM NA HORA! Cara que mico haiuahaiuhaiua Claro que vou ser zoada pro resto da vida, sem contar a musiquinha do Seu Mathias. Pra quem não conhece:

"Vocês conhecem seu Mathias, aquele que o trem pegou?
Não senhor, não conhecemos mas queremos conhecer"
(blablabla que não lembro)

Sou a primeira Mathias do grupo, então agora a músicaé:

"Vocês conhecem a Dona Mathias, aquela que o METRÔ pegou?"
-.-

Bem, voltando.

Depois Ian e eu fomos tirar a bandeira. Eu tremia de novo. E no final, eu lembrei do grito do grupo (né, indo lá há quase um ano, já estava na hora HAHAHA) e disse meu primeiro Sempre Alerta com eles. Ando muito emo. Será TPM?

Vim no ônibus com o Marcelo no colo. Os Escoteiros zoavam super, não só minha Promessa como o fato de estar cuidando do Koi =x de vez em quando ele acordava e zoava mas os olhos dele ainda estavam super vermelhos e eu, super preocupada. Queria chorar de preocupação e de felicidade, mas não sabia qual predominava mais. Quando eu era pequena, achava Escotismo super legal, e duas vezes pedi pros meus pais e eles disseram "não". Então tem um grande valor pra mim porque era um sonhozinho mequetrefe de pirralha que virou realidade. E combinou; o Primeiro sonho que tive (primeiro sonho que podia ser realizado,né rs), entrando no Primeiro (grupos escoteiros são separados por numerais e o João Ribeiro dos Santos foi o primeiro ^^) :P Péssima, eu sei hehe

Fomos ele, Gabriel e eu pro Subway, comemos. Ele queria esticar a noite mas eu estava tão apavorada com a dor de cabeça dele que achei melhor levá-lo pra casa e fazê-lo dormir. Claro que ele ficou super chateado, nem quis me dar beijo nem nada, mas eu estava preocupada, né? E hoje, quando liguei, ele me tratou meio "tô legal, agora desliga o telefone e não enche" e claro que fiquei magoada. Mas não vou ficar detonada por isso. Agora que tenho ainda mais certeza do que sinto por ele, vou persistir ainda mais. Ele é importante demais pra mim e estando ele bem, eu fico bem ^^

Eu não tirei foto porque a bateria do celular acabou -.- E estou esperando a Fê me mandar as fotos ^^

Quinta feira: confraternização do curso;
Sexta feira: confraternização dos chefes escoteiros.

Férias, kd você!

0 comentários: